terça-feira, 26 de agosto de 2014

Por conta da estiagem, plantação de caju reduziu no últimos anos no Piauí Em cinco anos,área plantada de caju reduziu de 201 mil hectares para 105 mil. Por conta da estiagem, o cajueiro seco está virando lenha.


A seca está devastando os cajueiros no Piauí. Apesar de ser considerada uma planta resistente. A estiagem foi tão grave que os cajueiros sofreram com escassez de água e isso reflete na área plantada de caju que vem caindo deste 2009. Em cinco anos, a área plantada de caju no Piauí reduziu quase a metade. O número reduziu de 201 mil hectares para 105 mil. Por conta da estiagem, o cajueiro seco está virando lenha.
De acordo agrônomo José Lopes, o Piauí levará 20 anos para que a reconstrução dos pomares retorne. O replantio das mudas de plantas já reiniciou com recursos do Ministério da integração Nacional que distribuiu 600 mudas na região de Picos. 
"Esta distribuição está dando um novo ânimo aos produtores e eles estão sempre pedindo mais mudas", disse Aurino Nunes, presidente da Câmara Setorial do Caju no Piauí.
Apesar da estiagem, os produtores acreditam que o pior já passou porque a safra de castanha estimada para este ano é de 35 mil toneladas quase três vezes mais se comparado com a safra do ano passado.
Na propriedade do senhor Leontino Nascimento são 80 hectares de caju. A safra já está no fim e ele colheu um mil caixas. Segundo ele, a colheita deste ano foi o dobro da feita no ano passado. A produção cresce, mas ainda é suficiente para abastecer as indústrias de suco e castanha, pois elas estão comprando caju em outros estados.
Fonte: G1.com/PI

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

NEAD/UESPI lança editais dia 25/08: ensino a distância em polos por todo o Piauí

O Núcleo de Educação a Distância da Universidade Estadual do Piauí – NEAD/UESPI, lança no próximo dia 25 de agosto, segunda-feira, os editais para o processo seletivo do ensino a distância conduzido pela instituição. Os cursos a distância do NEAD/UESPI vão beneficiar estudantes em todo o Piauí por meio dos 31 polos espalhados pelo Estado.
A Educação a Distância é um programa do Ministério da Educação – MEC, existente desde 2005, com o objetivo de ofertar cursos e programas de educação superior, ampliando e interiorizando o ensino superior público no Brasil, na modalidade de ensino a distância.
O NEAD/UESPI atua com cursos de graduação e pós-graduação e tem ampliado a quantidade de polos no Estado, se constituindo em uma forma de democratizar o ensino de educação superior no Piauí.
Para lançar os editais desse grande processo seletivo, a UESPI vai receber Coordenadores de Polos da Educação a Distância e imprensa no próximo dia 25/08, as 9h, no Auditório do NEAD, no Campus Poeta Torquato Neto, em Teresina.
O evento de lançamento dos editais será conduzido pelo reitor da UESPI, Prof. Dr. Nouga Cardoso; Vice-reitora, Profa. Dra. Bárbara Melo; Diretora do NEAD/UESPI, Profa. Dra. Margareth Torres; Pró-Reitora de Ensino de Graduação, Profa. Dra. Ailma do Nascimento e Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Prof. Dr. Geraldo Eduardo da Luz.

Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
ascom.uespi@gmail.com
(86) 3213-7398
Fonte: UESPI

domingo, 24 de agosto de 2014

Senai oferece 856 vagas em diferentes cursos em todo o Piauí Segundo a coordenadora, são cursos que atendem segmento industrial. Estudantes receberão benefícios, como auxílio transporte e alimentação.


O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Piauí (Senai-PI) está com inscrições abertas para diversos cursos. As aulas das novas turmas serão ministradas em Teresina, Parnaíba e diversas cidades do estado. Ao todo, estão sendo ofertadas 856 vagas em vários cursos.
A diretora de operação do Senai, Sandra Ataíde, revelou durante entrevista ao Bom Dia Piauí nesta quarta-feira (20) que além dos cursos, os estudantes receberão outros benefícios, como auxílio transporte e alimentação.
Estão sendo ofertados cursos de eletricidade industrial, eletricista de manutenção, prensador mecânico, soldador, operador de computador, costureira, montador e operador de computador. Segundo a coordenadora, são vários cursos que atendem a diversos segmentos industrial.
Em Parnaíba, por exemplo, estão abertas turmas de informática, operador de microcomputador Sistema Operacional Linux, costureiro de peças íntimas, mecânico de automóvel, projetista de infraestrutura de rede, pedreiro de revestimento e acabamento, pedreiro de alvenaria, carpinteiro de obras, eletricista instalador, auxiliar de produção e padeiro.
As inscrições estão abertas e podem ser feitas de segunda a sexta-feira no Centro de Formação Profissional José de Moraes Correia, localizado na Avenida Capitão Claro, 199, no centro de Parnaíba. As vagas são limitadas. Mais informações: (86) 3321 2640.
Já em Teresina, os interessados devem procurar a sede no Senai localizada na Avenida Petrônio Portela, no bairro Primavera, Zona Norte da Capital.
Os candidatos devem efetuar a matricula apresentando comprovante de residência, CPF e RG, Histórico Escolar e quem não tiver condições de apresentar uma declaração escolar deverá fazer uma autodeclaração.
Fonte: G1.com/PI

sábado, 23 de agosto de 2014

Inscrições para o Prêmio Santander Universidades terminam dia 18 de setembro

O prêmio Santander Universidades/ Edição 2014 está com inscrições abertas até o dia 18 de setembro e vai entregar R$ 2 milhões em prêmios e bolsas de estudos na Babson College, nos Estados Unidos. Promovido pelo Banco Santander, a premiação já distribuiu mais de R$ 7 milhões durante seus 10 anos.
Além do estimular o empreendedorismo, a premiação objetiva também promover a pesquisa científica e extensão universitária e a busca pela excelência nas universidades. Os projetos vencedores já beneficiaram centenas de pessoas e os vencedores investiram para que ampliassem seus inventos, na maioria em benefício da sociedade.
Os vencedores da edição 2014 serão conhecidos dia 5 de novembro, em São Paulo. A novidade neste ano é que um dos cinco ganhadores será escolhido através de júri popular, em uma segunda fase de avaliação, aberta para que todos possam votar.


São mais de 1.100 convênios universitários firmados pelo Santander em 20 países, sendo 450 só no Brasil. Os investimentos proporcionam melhor ensino, pesquisa e extensão nas universidades parceiras fazendo da ciência e educação meios mais atraentes. Para mais informações sobre o Prêmio Santander Universidades acesse http://www.santander.com.br/portal/wps/gcm/package/wps/universidades_22072014_90298.zip/correntistas_conta_premios.htm

Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
ascom.uespi@gmail.com
(86) 3213-7398
Fonte: UESPI

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Diálogo entre várias áreas de conhecimento no II Simpósio Nacional de Crítica Genética na UESPI

Por: Aldenice Sousa
O II Simpósio Nacional de Crítica Genética e Arquivologia, que encerra suas atividades nesta sexta-feira (22/08) na Universidade Estadual do Piauí- UESPI, trouxe ao Piauí pesquisadores de todo o país e promoveu um diálogo entre diferentes áreas do conhecimento como Literatura, História e Arquivologia.

Professores, estudantes e pesquisadores acompanharam as mesas redondas no Auditório Central

O Auditório Central do Campus Poeta Torquato Neto foi palco para três mesas redondas que aconteceram na quinta-feira, com temas que variaram entre a identificação, preservação e indexação de documentos até as semelhanças e diferenças entre o uso de fontes para a Literatura e a História.

As Professoras: Ana Célia Rodrigues (UFF), Sonia Troitiño (UNESP) e Marisa Brascher (UFSC)

Sobre a indexação de arquivos, as professoras Marisa Brascher (UFSC) e Ana Célia Rodrigues (UFF), mediadas por Sonia Troitiño (UNESP), destacaram a representação da realidade feita através da linguagem conceitual utilizada pelos arquivologistas. Marisa Brascher ressaltou a necessidade ética na classificação dos documentos em sistemas de busca.”A Classificação deve ser realizada tendo em vista o interesse dos usuários, e não do arquivo. É preciso respeitar as características culturais”, afirmou a pesquisadora, ao analisar casos em que a ordem dos arquivos disponibilizados em sistemas institucionais presume uma hierarquização de culturas.
O percurso da Crítica genética com os pesquisadores: Sergio Romanelli (UFSC), Cláudia Amigo Pino (USP), Márcia Edlene (UESPI) e Lourival Holanda (UFPE)
O desenvolvimento de pesquisas em Crítica Genética no Brasil e no Piauí foi o tema para as discussões da segunda mesa redonda do dia. A mesa, formada pelos professores Lourival Holanda (UFPE), Cláudia Amigo Pino (USP), Márcia Edlene (UESPI)e Sergio Romanelli (UFSC) tratou do caminho percorrido pela ciência no país, as diferenças entre as pesquisas nas regiões alcançadas pelo estudo dos processos de criação e os desafios para futuras pesquisas na área. Márcia Edlene, coordenadora do Núcleo de Estudos em Memória e Acervo (NEMA), iniciado na Universidade Estadual do Piauí em 2009, fez uma apresentação do acervo do escritor piauiense Fontes Ibiapina, cuja obra serviu para dar início aos trabalhos de Crítica Genética no Estado

Mesa sobre fontes primárias: Durval Muniz (UFRN), Maria Eunice Moreira (PUCRS) e Márcia Ivana (UFRGS)

A última mesa, que discutiu Fontes primárias e sua utilização na Literatura e História, foi composta pelos pesquisadores Maria Eunice Moreira (PUCRS) e Durval Muniz (UFRN), com mediação de Márcia Ivana (UFRGS). Os estudiosos comentaram a falta de cultura arquivística no Brasil, o que dificulta a consulta e estudo de documentos importantes para a compreensão da história do país.” Os anais das assembleias provinciais, dos séculos XVII, na Paraíba e Pernambuco, por exemplo, se encontram em poder privado, ou em instituições estrangeiras como a Universidade de Chicago, porque no Brasil não temos essa tradição da guarda de arquivos”, pontuou o historiador Durval Muniz.
Esta é a segunda vez que a UESPI realiza o Simpósio Nacional de Crítica Genética. O evento é promovido a cada dois anos pelo Núcleo de Estudos em Memória e Acervos – NEMA, da UESPI, em parceria com o Grupo de Trabalho de Crítica Genética da Associação Nacional de Pós- Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística- ANPOLL e o Núcleo de Apoio à Pesquisa em Crítica Genética- NAPCG da Universidade de São Paulo.
Veja a programação.

Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
ascom.uespi@gmail.com
(86) 3213-7398
Fonte: UESPI

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Inscrições abertas para cursos preparatórios gratuitos dos exames TOEFL e DELE

A Universidade Estadual do Piauí, por meio da Diretora de Relações Internacionais – DRI e da Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários – PREX, torna pública a abertura das inscrições para candidatos à seleção para os Cursos Preparatórios gratuitos para os Exames de Proficiência em Espanhol (DELE, ofertado pelo Instituto Cervantes em convênio com a UESPI) e em Inglês (TOEFL ofertado pelo Programa Inglês sem Fronteiras em convênio com a UESPI), desenvolvidos dentro do Projeto de Extensão Casa de Cultura e Línguas.
Serão ofertadas 15 vagas para o curso preparatório para o TOEFL e 30 vagas para o curso preparatório para o DELE. O Curso Preparatório para o DELE acontecerá nas terças e quintas, das 14h às 16h, e o Curso Preparatório para o TOEFL, às terças e quintas, das 8h às 9:30h.
As vagas oferecidas serão ofertadas para todos os alunos regularmente matriculados nas graduações oferecidas por esta Instituição de Ensino Superior atendendo as chamadas 2014.2 realizadas pelo Programa Ciência sem Fronteiras, disponíveis emhttp://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/instrucoes. Cada aluno só pode se inscrever em um único Curso Preparatório. Os estudantes interessados devem realizar sua inscrição na Diretoria de Relações Internacionais munidos de cópia do histórico escolar, cópia do CPF, RG, preencher o Requerimento de Inscrição e o Termo de Adesão aos Cursos Preparatórios ofertados (disponíveis na DRI no ato da inscrição).

Mais informações no Edital completo.
Fonte: UESPI

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

7 motivos para utilizar quebra-cabeça na educação infantil

Acredita-se que o quebra-cabeça tenha surgido, aproximadamente, em 1760, quando cartógrafos colaram mapas em pedaços de madeiras e depois os cortaram em diferentes partes. A agilidade supera qualquer força física neste jogo, que há muito é percebido por pais e especialistas como um aliado em educação que vai muito além de um simples brinquedo, uma mera fonte de entretenimento.
No processo de formação educacional e cognitiva de uma criança, percebe-se a importância dos quebra-cabeças no desenvolvimento físico, neurológico, psicomotor, capacidade de concentração, noção espacial, percepção visual e aumento de conhecimento sobre diversos assuntos. Alguns estudiosos afirmam, inclusive, que este brinquedo auxilia também em processos de amadurecimento e resolução de questões de cunho psicológico.
As crianças de modo geral sentem fascínio por quebra-cabeças. São atraídas pela beleza das cores, pela variedade das peças, pelo desafio de conseguir montar o que os quebra-cabeças propõem e pela dinâmica inerente à manipulação das peças. 
Veja 7 motivos para utilizar o quebra-cabeça na educação:
Estimular a aprendizagem
Desenvolver a atenção e o pensamento lógico
Desenvolver a coordenação motora e da possibilidade de dominar o corpo
Desenvolver a inteligência
Recontar as histórias
Favorecer o desenvolvimento da atuação da memória
Desenvolver diferentes habilidades do pensamento como: observar, comparar, analisar e sintetizar
E você, utiliza o quebra-cabeça na educação de seu filho ou aluno? Comente!
Fonte: Canaldoensino