sábado, 20 de setembro de 2014

Acadêmicos da UESPI/Barras participam de palestra com a arqueóloga Dra. Niède Guidon

Os Acadêmicos do Bloco VI, do Curso de Licenciatura Plena em Geografia da Universidade Estadual do Piauí – UESPI, Campus Rio Marataoan, município de Barras – PI, acompanhados dos Professores: Rondiney Nunes, Kennedy José e Ana Leal, participaram de viagem acadêmica a São Raimundo Nonato, nos dias 13 a 14 de Setembro, precisamente no polo turístico Parque Nacional Serra da Capivara. Estudos na área e palestra com Niède Guidon estavam no roteiro.



Acadêmicos de Geografia em visita à Fundação Museu Homem Americano – FUMDHAM, em São Raimundo Nonato

“Após realizarem estudos no Parque Nacional Serra da Capivara , os estudantes participaram de uma palestra ministrada pela arqueóloga Dra. Niède Guidon, no último domingo, 14, no auditório do Museu do Homem Americano, onde a pesquisadora destacou as dificuldades e os avanças na região de São Raimundo Nonato que abrange vários municípios circunvizinhos”, explicou o docente Kennedy José.
O docente ainda comenta sobre os estudos e palestra ministrada pela arqueóloga. “Os achados arqueológicos de Guidon levam a crer que o povoamento do continente americano se deu muito antes do que se acredita de ordinário. Enquanto a teoria mais comumente aceita do povoamento das Américas postula que os primeiros humanos chegaram ao continente há 15.000 anos, alguns dos sítios arqueológicos que Guidon e sua equipe encontraram contém artefatos que datam de 45.000 anos atrás”.


Palestra com a arqueóloga Dra. Niède Guidon

O acadêmico Euclides Passos pontua a importância da visita técnico-científica ao Parque Nacional Serra da Capivara. “Identificar as transformações socioambientais da área de estudo através da observação da paisagem e de situações práticas para a construção do próprio conhecimento são fundamentais para o nosso engrandecimento como acadêmico e a palestra com a Dra. Niède enriqueceu ainda mais nossa pesquisa”.

Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
ascom.uespi@gmail.com
(86) 3213-7398

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Representantes do PARFOR e NEAD vão a Brasília para encontro nacional referente a formação docente

Os professores Raimundo Dutra (Coordenador Geral do PARFOR), Elizabeth Mary Baptista (Coordenadora Adjunta do PARFOR) e Naira Lopes (Diretora Adjunta do NEAD), representaram a Universidade Estadual do Piauí -UESPI em Brasília durante o I Encontro Nacional dos Fóruns Estaduais Permanentes de apoio à Formação Docente – FORPROF/FEPAD, nos dias 15 e 16 de setembro.
Segundo a organização do evento, dentre os objetivos estavam o de socializar experiências exitosas, conhecer a estrutura e o funcionamento dos fóruns, analisar e discutir os processos de oferta de cursos pelo Sistema da UAB, dentre outros.

Profa. Elizabeth Mary (PARFOR), Prof. Raimundo Dutra (PARFOR) e Profa. Naira Lopes (NEAD)

Raimundo Dutra destacou que durante o encontro foram apresentados os dados do censo escolar e, ao fim, divulgada a Carta de Brasília, com propostas para a Secretaria da Educação Básica e o Fórum Nacional que está sendo elaborado pelos representantes estaduais.

O evento aconteceu no auditório Anísio Teixeira da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, com apresentações de painéis temáticos, onde os representantes estaduais expuseram seus resultados.

Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
ascom.uespi@gmail.com
(86) 3213-7398

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

UESPI oferece Teste de Inglês TOEFL: gratuito para estudantes da IES

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI) já começou a realizar as provas do teste de proeficiência em língua inglesa, Test of English as Foreign Language – TOEFL, um dos testes de Língua Inglesa mais respeitados no mundo. As próximas provas ocorrem neste sábado e domingo, 20 e 21 de setembro.
As provas ocorrem pela manhã e pela tarde, das 8h às 12h e das 14h às 18h. O exame é realizado pelo MasterTest e visa analisar o nível de Inglês de alunos, além de servir também de qualificação para discentes que pretendem concorrer ao programa Ciência Sem Fronteiras.
A coordenadora do curso de Letras Inglês da UESPI, Socorro Baptista, chama a atenção para a importância do teste aplicado na UESPI. “O TOEFL é um exame muito caro e que nenhum instituto e curso de línguas de Teresina aplica, portanto, os alunos da Universidade devem aproveitar, pois além de servir como qualificação para o ingresso no Ciência Sem Fronteiras, cursos de Mestrado e Doutorado, a UESPI oferecerá o exame de forma gratuita. O teste é importante também para sabermos como está o conhecimento de Inglês dos nossos alunos”, afirmou.
O TOEFL será realizado até novembro de 2014 e quem deseja se inscrever ainda há vagas. As inscrições podem ser efetuadas através do site e são gratuitas para estudantes UESPI: http://isf.mec.gov.br/.


Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
ascom.uespi@gmail.com
(86) 3213-7398

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

PARFOR/UESPI lança projeto “Abrindo as Cortinas: o teatro como estratégia de ensino”

O Plano Nacional de Formação de Professores de Educação Básica – PARFOR da Universidade Estadual do Piauí – UESPI lançou nesta terça-feira (09/09) o projeto “Abrindo as Cortinas: o teatro como estratégia de ensino” no auditório do Núcleo de Ensino à Distância (NEAD). Com a iniciativa, o programa busca incentivar os alunos do Parfor/UESPI, que são professores da Educação Básica, a inserir o teatro no ambiente escolar.
Na cerimônia de lançamento o reitor Prof. Dr. Nouga Cardoso falou da inserção da universidade em projetos como este. “O nosso desejo é que a universidade possa estar sempre inserida em projetos como o ‘Abrindo as Cortinas’ para que assim possamos estar cada vez mais próximos da sociedade”, afirmou.


Mesa diretora

Estiveram presentes no evento o Coordenador geral do PARFOR, Prof. Raimundo Dutra, a pró-reitora de Ensino e Graduação, Profa. Dra. Ailma Nascimento, a diretora do Núcleo de Educação a Distância (NEAD), Profa. Dra. Margareth Torres, a coordenadora adjunta do PARFOR, Profa. Dra. Elizabeth Baptista e a Professora Aurenice Monte.

O objetivo do “Abrindo as Cortinas: o teatro como estratégia de ensino” é proporcionar aos alunos estratégias formativas para o uso de novas metodologias de ensino, reconhecendo o teatro como uma das linguagens abordadas no processo de ensino aprendizagem. “Esse projeto é uma junção de desejos e essas oficinas serão documentadas para serem distribuídas nas secretarias de educação para que outros professores também tenham contato com essa experiência”, afirmou o coordenador geral do PARFOR, Prof. Raimundo Dutra.

Bid Lima em esquete de apresentação do projeto

As oficinas ocorrerão em quatro municípios; Parnaíba, Valença, União e Barras e serão ministradas pela atriz e arte-educadora Bid Lima. “A metodologia utilizada será a do teatro envolvendo os alunos do PARFOR de forma que estes possam executar o que for aprendido aqui com seus alunos em sala de aula”, explicou Bid Lima. No lançamento a atriz e coordenadora do “Abrindo as cortinas” fez uma breve apresentação para mostrar um pouco do que ocorrerá nas oficinas.

Público do evento

O projeto será executado nas cidades de Parnaíba, entre os dias 18 e 20 de Setembro, Valença do Piauí, de 16 a 18 de outubro, União, de 23 a 25 de outubro e Barras, de 30 de outubro a 1º de novembro e as inscrições serão realizadas nas Coordenações Locais do Parfor do respectivo campus/núcleo da Universidade Estadual do Piauí nas seguintes datas:

Parnaíba: 11 a 17 de setembro;
Valença do Piauí: 06 a 13 de outubro
União: 13 a 20 de outubro
Barras: 20 a 27 de outubro

Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
ascom.uespi@gmail.com
(86) 3213-7398

Fonte: UESPI

terça-feira, 16 de setembro de 2014

NEAD/UESPI LANÇA MAIS DE OITO MIL VAGAS PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NO PIAUÍ



A Universidade Estadual do Piauí através do Núcleo de Educação a Distância (NEAD/UESPI) lança 8.228 vagas divididas em Graduação e Pós-Graduação (lato sensu).

O lançamento dos editais foi feito pelo Magnífico Reitor, Professor Doutor Nouga Cardoso Batista, a Vice-Reitora da UESPI, Professora Doutora Bárbara Olímpia, a Pró-Reitora de Ensino e Graduação, Professora Doutora Ailma do Nascimento Silva, o Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Professor Doutor Geraldo da Luz Júnior e a Diretota Geral do NEAD/UESPI, Professora Doutora Margareth Torres de Alencar Costa. O evento aconteceu no auditório do NEAD.

Estavam presentes na mesa de honra além das autoridades acima, a Diretora Adjunta do NEAD/UESPI, Professora Naira Lopes Moura, a Supervisora de Ensino Superior e Coordenadora da Universidade Aberta do Brasil (UAB) no Estado do Piauí, Professora Eliana Mendonça, a Diretora Executiva da Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino e Extensão, Maria Dóris Carvalho de Amorim Mota, Coordenador da Universidade Aberta da Universidade Federal do Piauí, Professor Gildásio Guedes Fernandes e o Presidente da Associação Piauiense de Municípios, Arinaldo Antônio Leal.

Ao todo, foram lançados editais para Vestibular, Pós-Graduação, Tutor Presencial e a Distância, além de cadastro de reserva. As vagas estão distribuídas em 31 polos de apoio presencial.


Fonte: siteead.uespi

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Niède Guidon ganha prêmio de R$300 mil e destina verba para aeroporto

A arqueóloga Niède Guidon recebeu R$ 300 mil do prêmio da Fundação Conrado Wessel em São Paulo, pelos serviços sociais prestados no Piauí, e anunciou que irá destinar R$ 100 mil para as obras do aeroporto de São Raimundo Nonato. Ela foi escolhida em uma lista com mais de 400 brasileiros que se destacaram em suas áreas.

Segundo a arqueóloga, as obras são urgentes para que o local seja homologado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). 

"Eu estou pagando as obras que tinham que ser feitas pelo Governo. Fizemos toda a conexão de postes, luminárias, tudo agora está ligado a rede pública e estamos esperando só a ANEEL para fazer a ligação. Fizemos o sistema de drenagem e estamos fazendo todas as cercas”, revelou a arqueóloga.
Niéde acrescenta que até o momento foram gastos R$ 80 mil somente com material para as obras e que a despesa irá ultrapassar os R$ 100 mil, já que cerca de 30 pessoas trabalham neste momento no local. Guidon, que é presidente da Fumdham (Fundação Museu do Homem Americano), recebeu a premiação por suas pesquisas sobre a ocupação humana na região do Parque Nacional da Serra da Capivara. Cada ganhador, divididos em três categorias, recebeu R$ 300 mil. 
Verba para liberação
Segundo Niède Guidón, existe uma verba destinada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para a construção do Museu da Natureza em Coronel José Dias, mas é necessário que o acesso ao local possua um aeroporto público para a liberação da verba. O aeródromo de São Raimundo Nonato é homologado como particular e obras estruturantes são necessárias para que a homologação seja autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).
Governo
Procurada pelo Cidadeverde.com, a Superintendente de Obras da Secretaria de Infraestrutura do Estado do Piauí, Cristina Castelo Branco, admite que algumas despesas estão sendo custeadas por Niéde, e explica ainda que elas realmente não estavam no projeto a ser executado com verbas federais. Mas segundo ela, a arqueóloga foi quem se prontificou a assumir a despesa, que seria feita pelo governo estadual, por conta da urgência pela homologação do aeródromo como público. 
“A obras assumidas por ela realmente não estão no projeto que envolve verbas federais e seriam assumidas pelo Governo estadual, mas a Fundham depende dessa homologação pelo interesse de que uma verba seja liberada para a construção do Museu. Precisava de urgência. O nosso processo exige edital de licitação, e isso demanda tempo para que tudo aconteça dentro da lei . Ela não podia esperar esse tempo, por isso ela se dispunha a assumir os gastos”, explicou a superintendente. 

Cristina explica também que uma representante da Fundham procurou a Seinfra e esteve em reunião com a secretaria de planejamento e com a secretaria de desenvolvimento para oferecer a saída. “Nós teríamos que cumprir o que a legislação nos obriga. Em nenhum momento o Governo procurou a Fundham para que as obras fossem concluídas e é importante que isso fique claro. Fomos procurados pela doutora que colocou como condicionante para a liberação dos recursos essa homologação do aeroporto. Precisaríamos passar por esse processo e não teríamos como fazer de outra forma, cientes disso a Fundham se propôs a custear. Chegamos a contratar a empresa que procederia com essa homologação e essa empresa apontou as obras necessárias. Precisaríamos de tempo e eles não podiam esperar", completou Cristina Castelo Branco.
Em novembro de 2013, o Governo do Estado chegou a anunciar que as obras do aeroporto seriam entregues em abril, mas até o momento não há uma data definida para a entrega da construção que já se estende há cerca de dez anos e três governos. A arqueóloga conclui informando que em poucas semanas o local deve ser vistoriado para que aconteça a homologação. 
“Eu realmente não sei mais o que dizer. Eu acho que foi muito errado acreditar que as coisas dariam certo aqui no Piauí e no Brasil, mas já que estamos aqui temos que ir até o final”, concluiu Niède Guidon.

Fonte: cidadeverde

domingo, 14 de setembro de 2014

Código de conduta Anonymous para manifestação pública



O vídeo a seguir foi criado com a intenção de preparar o Anonymous para o esforço de engajar-se na sua primeira manifestação pública e também irá prover uma reciclagem se você já tem experiência nessa modalidade de petição no moderno contexto social ocidental de transmitir a mensagem para o público mantendo o foco no assunto Anonymous redigiu vinte e duas regras que o Anonymous pode seguir garantindo uma vitória épica e evitando derrotas em sua trajetória.
Regra #0 - 1 e 2 da internet ainda se aplicam mas os seus inimigos não entram nessa disjunção.
Os seus memes não são, nessa conjuntura, algo que o mundo real pode apreciar. Embora entre a irmandade Anonymous uma linguagem memética seja aceitável, use-a pouco, foque-se no objetivo e seja discreto. 
Regra #1: Fique calmo 
Regra #2: Fique calmo, especialmente quando provocado. Você é um embaixador do Anonymous. Embora indivíduos tentando atrapalhar a sua manifestação possam dar nos nervos, você não deve perder a paciência. Fazer isso só iria prejudicar o protesto e manchar a reputação do Anonymous. 
Regra #3: Cumpra com as ordens dos oficiais da lei, acima de tudo. Agir de outra maneira é prejudicial para a manifestação bem como poderá comprometer a sua performance como um ser humano. Não requeira identificação dos oficiais até que você seja tratado de uma maneira muito abusiva, fazer isso iria enfurecer os oficiais. 
Regra #4: Notifique os oficiais da cidade. Muitas jurisdições ou têm regras sobre protestos públicos ou preferem ser notificadas de que eles estão ocorrendo. Conheça as regras da sua jurisdição e cumpra-as. 
Regra #5: Sempre fique na rua à frente do objeto do seu protesto. 
Regra #6: Na ausência de uma rua, encontre alguma outra barreira natural entre você e o alvo do seu protesto. Fazendo isso, irá tornar mais difícil que indivíduos hostis à sua causa venham a molestá-lo. Regra #7: Fique em propriedade pública. Você poderá ser acusado de invasão se não o fizer. 
Regra #8: Sem violência. 
Regra #9: Sem armas. A manifestação é um evento pacífico.Suas armas.Você não precisa delas. 
Regra #10: Sem álcool e não beba antes de ir. Violar essa regra pode facilmente ocasionar a violação das regras 1 e 2. 
Regra #11: Sem grafites, destruição ou vandalismo. 
Regra #12: Se você quer fazer algo estúpido, escolha outro dia. Isto é auto-explicativo. Violar essas regras durante o protesto irá manchar a reputação do Anonymous, prejudicar a manifestação em si e deixar você vulnerável à advertências e repressão legal. 
Regra #13: Anonymous é legião. Nunca esteja só. Isolamento durante um protesto marca você como um alvo para manipuladores que queiram provocar uma reação enfurecida entre você e outros hostis.Tendo em mente estes princípios... 
Regra #14: Organize-se em esquadrões de 10 a 15 pessoas. Regra #15: Um ou dois megafones por esquadrão. O megafone é últil para manter a coesão geral da manifestação e espalhar a sua mensagem. Por outro lado, muitos desses irão confundir o público e tornar a sua audição prejudicada. 
Regra #16: Conheça o código de vestimenta. Formulando um código flexível porém racional de vestimenta irá ajudá-lo a manter a coesão e inclinará o público a levá-lo a sério. 
Regra #17: Cubra a sua face. Isso irá evitar a sua identificação por vídeos feitos por hostis, outros manifestantes ou seguranças. Use capuzes, chapéus e óculos de sol. Máscaras não são necessárias, e usá-las no contexto de uma manifestação pública é proibido em algumas jurisdições. 
Regra #18: Leve água. 
Regra #19: Calce bons sapatos. Seguindo esta regra irá assegurar o seu conforto durante a manifestação. Tenha em mente que essas manifestações podem ter longa duração. 
Regra #20: Faixas, fliers e frases. Tenha-os prontos. Certifique-se de que as faixas são grandes o bastante para serem lidas. Certifique-se também de que o texto nas suas faixas e as suas frases são pertinentes ao alvo do protesto. 
Regra #21: Prepare fliers legíveis, descomplicados e acurados para passar àqueles que desejam saber mais a respeito das motivações por trás das suas ações. 
Regra #22: Documente a manifestação. Vídeos e fotos do evento podem ser usados para corroborar a sua versão da história caso as forças legais se envolvam. Posteriormente, postando imagens e vídeos das suas ações heróicas por toda a internet atrairá o sucesso e exortará outros Anonymous a seguirem o seu glorioso exemplo. 
Nós somos Anonymous. Nós não esquecemos. Nós não perdoamos. Esperem por nós.
Fonte:.anonymousbr4sil