sexta-feira, 31 de julho de 2015

Violonista Josué Costa vence concurso com votação popular em festival internacional


O violonista Josué Costa ficou em primeiro lugar em votação do público no "Concurso Violão Sem Fronteiras", parte da programação do Festival Assad, em São João da Boa Vista, São Paulo. O músico piauiense comemorou a vitória com uma postagem em sua rede sociail, onde comemora também o 4º lugar entre 150 inscritos de dentro e fora do Brasil, em votação do Juri, formado por grandes nomes do violão brasileiro.
O Festival Assad é referência de música instrumental da mais alta qualidade em todo o mundo, uma vez que recebe anualmente visitantes de diversos países. O evento é realizado em comemoração aos 50 anos de um dos maiores duos de violão clássico, Duo Assad, trazendo consagrados artistas nacionais e internacionais e representando os vertentes musicais da Família Assad.
"Estou imensamente feliz por ter participado como Violonista Popular e com minhas músicas autorais, nesse Festival tão grandioso de reconhecimento mundial, com a participação de violonistas excelentes como finalistas e grandes nomes do violão brasileiro como juri. Volto pra casa com uma experiencia muito boa! Agradeço a Deus, meus familiares e amigos, a organização do Festival e ao público de São João da Boa Vista-SP, que receberam a mim e a minha música tão calorosamente!!! Obrigado e abraço a todos!!", diz o violonista em sua postagem.


Fonte: Cidadeverde.com

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Silvio Santos procura terno que usou no Carnaval e oferece R$ 3 mil por ele

Silvio Santos está obstinado. Ele quer encontrar o terno que usou em 2001 no Carnaval do Rio de Janeiro, quando foi homenageado pela escola de samba Tradição. "Mandei fazer um terno elegante, que nunca ninguém tinha feito pra mim", relembrou o apresentador em seu programa exibido na noite de domingo, 26.
"Era um terno de prata, que a gente não precisava lavar. Se a gente ficasse com ele no corpo durante 30 anos, ele viraria ouro. Só que o terno sumiu, ninguém sabe ninguém viu", explicou ele.
E o apresentador não vai medir esforços para alcançar seu objetivo. A recompensa para quem encontrar a peça é de R$ 3 mil e, caso seja devolvido, o terno irá para um espaço no SBT dedicado a troféus e objetos que marcaram a trajetória de Silvio. Ele brincou que quer a roupa de volta porque ela irá virar outro. "Pago R$ 3 mil", reforçou.

Foto: Reprodução/SBT


Silvio Santos procura terno usado no Carnaval de 2001

Fonte: Ego

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Secretaria de Cultura e APL lançam obras de 100 autores piauienses

A Secretaria Estadual de Cultura está restabelecendo a política de edição de obras assinadas por escritores piauienses e, em parceria com a Academia Piauiense de Letras, vai colaborar com o lançamento de cerca de 100 livros a partir de agosto.
“A ideia é que todos os meses seja lançado um livro de um autor piauiense. A Academia seleciona a obra e o lançamento acontece no Café Literário Genu Moraes, no Teatro 4 de Setembro. A primeira obra já foi selecionada e boa parte delas tem o apoio da Lei de Incentivo à Cultura”, explica o secretário estadual de cultura, Fábio Novo.


O presidente da Academia, Nelson Nery, diz que os lançamentos fazem parte do projeto “Coleção Centenário”, cujo principal objetivo é promover o resgate de obras mais antigas, que se perderam com o passar dos anos. Porém, a coleção também vai reunir autores da atualidade.
“A Academia constatou que de 1950 para cá muitas obras produzidas se perderam. Queremos resgatar e relançar esses livros. Essa é uma oportunidade para que os leitores conheçam um pouco mais da nossa cultura e da nossa história através dessas obras. A parceria com a Secretaria de Cultura é essencial para esse projeto”, diz o presidente da APL.
Segundo Nelson Nery, pelo menos a metade dos livros da coleção – que serão lançados até 2017 – já está editada. Entre os autores que terão livros republicados está Leonardo Castelo Branco, com a poesia do século XIX. Tem também o título “Impressões e Gemidos”, assinado por José Corelano. Este último foi escrito no período em que a cidade de Crateús (hoje pertencente ao Ceará) ainda fazia parte do Piauí. Entre os autores da atualidade está Laécio Barros Dias, com o livro “O Sertão Piauiense em Pé de Guerra”.
Parceria vai incentivar a leitura nas penitenciárias do Estado
A parceria da Secretaria Estadual de Cultura com a Academia Piauiense de Letras vai levar a coleção de livros de autores piauienses para as unidades prisionais do Piauí. O presidente da APL, Nelson Nery, afirma que Academia vai doar alguns exemplares que serão utilizados com essa finalidade.
O secretário estadual de Cultura, Fábio Novo, se reuniu recentemente com o secretário estadual de Justiça, Daniel Oliveira, quando firmaram o compromisso de atuarem juntos com projetos de ressocialização voltados para o sistema prisional do Estado.
Entre os projetos discutidos estava justamente o incentivo à leitura de obras piauienses. Além de ocuparem o tempo com a leitura, os internos poderão ter acesso à remição da pena, ou seja, a cada livro lido será abatido três dias no tempo de cumprimento da pena.
Fonte: Cidadeverde.com

terça-feira, 28 de julho de 2015

Governo autoriza concurso para o IBGE: 600 vagas

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão autorizou a abertura de 600 vagas no IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica), que serão preenchidas através de concurso público para nível médio e superior.
O edital com o regulamento da seleção deverá ser lançado em janeiro do próximo ano. Do total de oportunidades, 460 são para o cargo de técnico em informações geográficas e estatística; 90 para analistas de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatística; e 50 para tecnologista em informações geográficas e estatística.
Ainda não foi divulgada a faixa salarial, mas no último concurso para o IBGE, realizado em 2013, os salários chegaram a R$ 8.531,24. A autorização para o lançamento do concurso foi publicada hoje (27) no Diário Oficial da União.
Fonte:cidadeverde,com

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Convênio disponibiliza mais de 100 vagas para cursos em Teresina

Estão abertas as inscrições para os cursos de Customização, Bolsas Artesanais, Eletricidade Veicular, Eletrônica, Instalação e Manutenção de Split e Refrigeração Automotiva. Os cursos são executados pela Fundação Wall Ferraz em parceria com a Fundação Padre Antônio Dante Civeiro (FUNACI). Serão disponibilizadas 120 vagas para os seis cursos que serão realizados nos turnos manhã e tarde, de segunda à sexta, no Centro Carlo Novarese. 
Os cursos de eletro/eletrônica e refrigeração tem como objetivo capacitar profissionais na instalação e manutenção de redes de eletricidade. No curso de bolsas artesanais os alunos utilizam material básico e tecido para confecção de seus produtos. As inscrições são gratuitas e estão sendo feitas no Centro Carlo Novarese, localizado na Rua Timorante, nº 8271, no bairro Anita Ferraz, zona leste de Teresina.
A Fundação Wall Ferraz atua na capacitação de profissionais que almejam se inserir no mercado de trabalho através da qualificação em mais de 60 cursos. Após a conclusão do curso, os alunos podem montar o seu perfil profissional no Balcão do Trabalhador, onde irão ser direcionados para empresas que estiverem precisando de mão de obra qualificada.
Fonte: Cidadeverde.com

domingo, 26 de julho de 2015

Consumidor não precisa cadastrar cupons fiscais no site da Nota

Os consumidores que estão pedindo a inclusão do CPF nas notas ou cupons fiscais não precisam cadastrar esses documentos no site do Programa Nota Piauiense (www.sefaz.pi.gov.br/notapiauiense). O envio das notas para a Secretaria da Fazenda será feito diretamente pelas empresas a cada mês subsequente a compra. 
“Todo mês as empresas declaram à Sefaz as vendas que foram feitas e, com base nessas informações, a secretaria abastece o site da Nota Piauiense automaticamente com as compras realizadas pelo cliente”, explica Paulo Roberto de Holanda Monteiro, diretor da Unidade de Atendimento da Sefaz.
Segundo ele, é recomendável que o consumidor apenas guarde as notas para confrontar com o histórico do site e, principalmente, assegurar a posse e garantia do produto, em caso de algum problema ou defeito. “Por exemplo, se a empresa não declarou determinada venda e esta não apareceu no site, de posse da nota o consumidor pode provar que fez a compra e reivindicar o cadastro na internet. Mas é importante guardar a nota também, porque ela garante que o produto é seu, além de assegurar a garantia”, orienta.
Até esta segunda-feira (27), 21.613 pessoas já haviam entrado no site para cadastrar seu CPF. É através desse cadastro que o consumidor poderá participar dos sorteios da campanha “A Nota Piauiense Vale uma Nota”, além de resgatar créditos gerados pela devolução de até 30% do incremento de arrecadação do ICMS.
Ao fazer o cadastro do CPF no site (www.sefaz.pi.gov.br/notapiauiense), o consumidor poderá acompanhar todas as compras que fez e ter acesso aos cupons que irá concorrer ao sorteio mensal de prêmios, a partir de setembro. Saberá também se tem direito à restituição de parte do ICMS. 
Os sorteios são mensais e em dinheiro, sendo um prêmio de R$ 50.000, um prêmio de R$ 20.000, trinta prêmios de R$ 1.000, cem prêmios de R$ 500 e duzentos prêmios de R$ 250, totalizando R$ 200 mil todo mês. Os sorteios serão feitos pela Loteria Federal.
A cada R$ 100,00 em compras realizadas no varejo, o consumidor terá direito a concorrer aos prêmios que serão sorteados em datas previamente estabelecidas de acordo com o resultado da Loteria Federal. 
A devolução do imposto
Para ter direito a devolução de parte do ICMS é preciso que o consumidor compre em locais que aumentem sua arrecadação, como padarias, supermercados, lojas, postos de combustíveis, restaurantes, dentre outros.
mos 12 meses. Se tiver aumento, 30% desse incremento serão distribuídos de forma proporcional às compras das pessoas realizadas naquele local”, explica o superintendente. 
Os estabelecimentos do varejo que se recusarem a emitir ou incluir o CPF na nota ou cupom fiscal podem ser denunciados na ouvidoria da Sefaz, localizada no site da secretaria www.sefaz.pi.gov.br, clicando no menu Fale Conosco (ou ainda pelo endereço eletrônico: http://webas.sefaz.pi.gov.br/denunciaonline/. 
A denúncia também pode ser feita de forma presencial no Plantão Fiscal, que funciona manhã e tarde no Espaço Cidadania, na avenida João XXIII. A Sefaz também disponibiliza um telefone gratuito para denúncias: 0800 280.5522
O cadastro
O cadastro do CPF no site é rápido e fácil. Basta colocar o número do documento e informar a data de nascimento para ter acesso ao sistema. Em seguida, o usuário deve preencher um formulário com informações básicas como endereço, número de telefone, email, além do cadastro de uma senha, que será utilizada para ter acesso ao sistema posteriormente.
Fonte: Cidadeverde.com

sábado, 25 de julho de 2015

Saiba utilizar o Wi-fi público com segurança

Da porta de casa (ou do escritório) para fora, quando nosso 3G – ou o raro 4G –nos deixam na mão; ou quando ultrapassamos a franquia contratada, a saída para continuar conectado é caçar uma conexão Wi-Fi. A boa notícia é que há boas chances dessas caçadas se tornarem mais fáceis: o Wi-Fi gratuito está se tornando cada vez mais comum em vários lugares do mundo. Até aqui, no Brasil.
Diversos estabelecimentos comerciais como shoppings, aeroportos e restaurantes já oferecem conexão à internet para seus clientes e usuários. Já para encontrar uma conexão gratuita na rua, ou você conta com aquele vizinho bondoso que deixa o wi-fi sem senha, ou com as iniciativas do poder público. Em São Paulo, por exemplo, a prefeitura da capital, já oferece acesso livre e gratuito à internet em 120 praças e locais públicos.
Outro exemplo bacana vem de Nova York. Lá, a SideWalk Labs, uma empresa independente do Google, anunciou recentemente a promissora iniciativa "Intersection", que pretende transformar orelhões antigos em fontes de Wi-Fi na Big Apple. Mais do que isso, os usurários ainda poderão usar esses velhos orelhões prar carregar seus aparelhos. A expectativa é que 10 mil orelhões sejam conectados até o final de 2015; e, para os próximos anos, a previsão é expandir a novidade para outras localidades.
Tem também muita empresa privada de olho na oportunidade de fazer dinheiro a partir dessa nossa necessidade de estar conectado o tempo todo.
Presente em São Paulo e no Rio de Janeiro, a solução desses dois empresários paulistanos já atinge cerca de 500 mil usuários por mês, espalhados em 50 locais. Nós experimentamos um ponto de acesso aqui no bairro do Itaim, na capital paulista. Realmente a velocidade é muito boa: atingimos quase nove megabits por segundo de conexão – suficiente para acessarmos diferentes páginas e até assistir vídeos em alta definição no Netflix e no YouTube.
Mas, se Wi-Fi público e gratuito sempre ótimo, é preciso alguma cautela. Talvez o maior perigo seja alguém mal intencionado espionar o que você está fazendo no seu dispositivo enquanto estiver usando a internet pública e, no pior dos casos, roubar suas informações pessoais. Mas com alguns cuidados básicos é possível navegar tranquilo, de graça e sem dor de cabeça.
Do lado da empresa que oferece a conexão, é importante informar ao usuário o nome oficial da rede pública e também garantir a segurança física do roteador. Por parte do usuário, o primeiro passo é ter certeza de que está conectado à rede oficial gratuita oferecida naquele local. Em segundo lugar, é preciso dar atenção especial aos dados exigidos para usar algumas dessas conexões.
O especialista sugere também que você tenha soluções de segurança instaladas no seus próprio dispositivo – inclusive no smartphone. Um bom antivírus e um firewall ajudam a minimizar as possibilidades de uma invasão ou ainda de algum malware. Outra dica importante é evitar alguns tipos de serviço quando estiver usando redes públicas.
Agora, se você realmente precisar usar o internet banking ou até fazer alguma compra enquanto estiver usando uma conexão aberta, outra decisão que pode aumentar sua segurança é optar sempre por aplicativos desses serviços, nunca o navegador.
Com esses cuidados, a última sugestão é: aproveite! Se hoje as conexões públicas gratuitas dão os primeiros passos, pode apostar, logo logo elas vão revolucionar o mundo da comunicação móvel. Aliás, o crescimento do Wi-Fi público está alinhado com uma tecnologia que virá embarcada na próxima geração de smartphones Nexus. Os novos dispositivos do Google serão capazes de transitar sem interrupção de uma conexão celular para uma conexão Wi-Fi. Ou seja, se você estiver usando seu 3G, no momento em que o aparelho detectar e se conectar a uma rede Wi-Fi, a conexão não será interrompida e passará automaticamente a usar a rede Wi-Fi, inclusive para ligações telefônicas - bem bacana! Essa novidade deve ser uma tendência para os dispositivos móveis daqui pra frente
Fonte: Olhardigital.com